Dicas: Qual a diferença entre a aplicação com glicose e aplicação de varizes com espuma? (Parte 2)

Posted on

O tratamento à base de espuma também não está incluído na cobertura mínima dos planos de saúde.

A Escleroterapia, mais conhecida como aplicação, é uma forma menos invasiva de tratamento das varizes, que é capaz de “secar” ou “queimar” os vasos doentes. A Escleroterapia com espuma é uma aplicação de medicamento, que ao ser bombeado em duas seringas forma uma espuma. Este procedimento permite o tratamento de varizes mais calibrosas, sem a necessidade de uma intervenção cirúrgica, podendo ser feita na própria clínica ou consultório. Edição na Íntegra RJTV Primeira Edição - Edição de terça-feira, 30/05/2017 A escleroterapia com espuma densa é um tipo de tratamento que elimina completamente as varizes e os pequenos vasinhos. A técnica consiste em aplicar uma substância esclerosante chamada Poidocanol, em forma de espuma, diretamente nas varizes, até que estas desapareçam. Nas varizes de maior calibre, este tratamento pode não dar o melhor resultado, mas é capaz de diminuir o seu tamanho, sendo necessária mais de 1 aplicação na mesma variz. O tratamento é feito mediante a injeção de uma substância esclerosante, na forma de espuma para que veia varicosa desapareça. Uma técnica que tem sido muito requisitada e difundida atualmente é o tratamento de varizes com espuma. Quando surgiu a técnica de aplicação de varizes com espuma?

Como é feito o tratamento de varizes com espuma

  • Publicado: Quinta, 02 de Fevereiro de 2017, 10h00
  • Última atualização: 02/02/17 16h01

O tratamento de varizes com espuma é antigo, mas só nos anos 90, com o auxílio do ultrassom, é que começou a ser mais utilizada na Europa.

O médico deve utilizar-se do ultrassom para guiar a aplicação da espuma dentro da veia. Veja no vídeo o procedimento de varizes com espuma na Clínica Charles Esteves: Uma vez que a veia foi destruída pela espuma ela não volta. Vale salientar que o tratamento das varizes com espuma exige atenção especial do médico vascular. O cirurgião vascular e endovascular Charles Esteves Pereira fala sobre o tratamento de varizes com espuma densa. A espuma não é a primeira indicação para casos estéticos, embora com experiência crescente e associação de outras técnicas, como o laser e a escleroterapia (aplicações), estamos obtendo excelentes resultados. O tratamento com espuma exige mais cuidado. O senhor comentou sobre espuma nos idosos, pacientes com varizes mais complicadas e pacientes com úlceras. A melhor aplicação para a espuma é o tratamento de veias de maior calibre, mas também pode ser usada na aplicação de vasinhos. O tratamento para varizes com espuma é um tipo de escleroterapia.

O tratamento das varizes com espuma é uma opção à realização de cirurgia, o uso de esclerosantes em forma de espuma tem se popularizado nos últimos anos.

A espuma pode ser feita com dois tipos de esclerosantes: o tetradecil sulfato de sódio (Sotradecol®) e o polidocanol.

O tratamento com espuma de polidocanol está indicado principalmente para as varizes e veias reticulares. Porém, a efetividade do tratamento para varizes com espuma não é tão boa quanto à cirurgia, seja a cirurgia tradicional ou os métodos mais recentes como laser e radiofrequência. Além disso, o tratamento das varizes com espuma pode levar a complicações como , embolia pulmonar, flebites, manchas escuras na pele e feridas. Conclusão: o tratamento com espuma para varizes é uma boa opção, mas precisa ser bem indicada. América - São Paulo/SP Entre em contato: Ultimamente tem-se falado muito sobre espuma para tratamento de varizes e vasinhos. Além disso, o tratamento das varizes com espuma pode levar a complicações, como trombose venosa profunda, embolia pulmonar, flebites, manchas escuras na pele e feridas. Conclusão: O tratamento com espuma para varizes é mais uma opção do Cirurgião Vascular com a finalidade de proporcionar o melhor resultado para seus pacientes, mas precisa ser bem indicada. O angiologista esclarece ainda ser a escleroterapia com espuma é um procedimento que pode ser feito várias vezes. Evidências atuais sobre o tratamento de varizes com espuma ecoguiada sugere que o método é eficaz no curto e médio prazos.

O tratamento com espuma, gradativamente se firmou como método tão bom ou até melhor que a cirurgia de varizes convencional para o tratamento e controle das varizes.

A grande vantagem da escleroterapia com espuma em relação ao método convencional é o seu melhor efeito em vasinhos de maior calibre e varizes. A espuma, por ser mais densa, “empurra” o sangue ocupando todo o volume das varizes sem que haja muita diluição da substância esclerosante pelo sangue. Quando se trata varizes de maior tamanho, a espessura de parede vascular que a espuma tem que penetrar e fazer seu efeito é muito maior. Chamado de escleroterapia, o tratamento para varizes é feito de diversas formas sendo uma delas a espuma densa. No procedimento, o profissional da saúde fará a aplicação da espuma densa diretamente na variz. De início é injetado um medicamento, no caso a espuma densa, na veia do paciente, para que faça uma nutrição nos vasos até que as varizes tomem uma tonalidade esbranquiçada. De todo modo, elas podem voltar a aparecer, mas é bem mais difícil que isso ocorra na região que recebeu a aplicação de espuma. Embora simples, o tratamento de varizes com espuma densa pode apresentar alguns efeitos colaterais. Benefícios e Riscos da Espuma para o Tratamento das Varizes Você deve estar pensando: Nossa, que maravilha! Porém, a efetividade do tratamento das varizes com espuma, não é tão boa quanto à cirurgia, seja a cirurgia tradicional ou os métodos mais recentes como Laser e Radiofrequência. O risco das varizes voltarem no tratamento com espuma é quase 3 vezes maior que nos tratamentos cirúrgicos a Laser ou Convencional. Além disso, o tratamento das varizes com espuma pode levar a complicações como flebites, trombose venosa profunda, embolia pulmonar, manchas escuras na pele e feridas. Sendo assim, a recomendação é que o tratamento para varizes com espuma seja realizado quando o paciente não pode operar, não quer operar ou se a cirurgia não está disponível. Casos Cristiane Vilaça enfatiza que a aplicação com espuma pode ser feita em praticamente todos os casos de varizes, mas que é mais aconselhável para situações graves. “A espuma trata a veia por dentro, e nós acompanhamos tudo via ultrassonografia no momento da aplicação”, diz. Unidade de Comunicação do HU Frete grátis para todo o país Últimamente tem-se falado muito da espuma como tratamento das varizes e vasinhos. O grande segredo está em identificar qual a melhor técnica para cada paciente em seu contexto pessoal, e essa escolha deve ser feita em conjunto com o cirurgião vascular. A vantagem da preparação em espuma é que ela circula mais lentamente em vasos de grande calibre, obtendo-se assim o melhor resultado.